GUERREIROS DO JAPÃO - Samurai - ARTES E IMAGENS

Yamato Takeru, disfarçado de mulher, ataca o líder dos rebeldes de Kumaso Yamato Takeru (Príncipe Ousu – derivado de Wo-usu-no-Mikoto) foi o filho do Imperador Keiko do séc. II (séc. IV?). Tinha um temperamento brutal, matou a seu irmão, e seu pai planejou que ele morresse em campo de batalha contra os irmãos Kumaso. Contudo Ousu venceu, derrotando-os ao se vestir como uma mulher e os matando enquanto estavam bêbados. e ganhou o nome de Yamato takeru, que quer dizer Bravo no Japão. Mas o Imperador Keiko não mudou a sua opinião acerca.

Yamato Takeru expandiu o território de Yamato à custa de engodos que permitiam acabar com seus inimigos sem se arriscar. Muitos japoneses o admiram pela sua capacidade de conseguir o que quer sem perder a vida, embora não tenha um comportamento honrável no tocante ao pensamento samuraico.

Takenouchi no Sukune mostra sua inocência na prova da água fervente Takenouchi no Sukune parece ter tido uma longa vida e serviu a cinco lendários imperadores, Keikō (reinado lendário de 71-130), Seimu (131-190), Chūai (192-200), Ōjin (270-310), and Nintoku (313-399). Ele está muito associado com Jingu (170-269) para o qual ele foi um Alto Ministro e com ele invadiu a Coréia – As Campanhas Punitivas.

Os 28 clãs japoneses dizem ser descendentes de Takenouchi no Sukune e através dele, da deusa do Sol, Amaterasu.

Em sua regência ele foi acusado de traição e teve que ser submetido a prova da água fervente para provar sua inocência. Interessante se notar de que no pensamento ocidental, a pessoa deveria sair ilesa neste tipo de prova, mas não é esta a visão do artista Yoshitoshi em sua cena e Takenouchi mostra que está sofrendo severamente.

Taira no Masakado ataca um oponente à cavaloTaira no Masakado (903?-940) foi um guerreiro e proprietário de terras na área de Kanto (atual Tóquio). Tornando-se muito célebre sendo um dos ancestrais de Taira no Kiyomori. Ele é considerado como sendo o primeiro bushi, por liderar um partido auto-governante. Em outras palavras um primeiro daimyo.
Por volta de 930? durante o período Heian ele se revolta contra o governo central na província de Hitachi capturando o seu governador. Em 939 ele se declara Imperador de um estado independente e capturando oito províncias. Neste momento ele se auto intitula Shinnō (Novo Imperador)
Perante a tanta audácia o governo imperial em Kyoto coloca a sua cabeça a prêmio enviando um exército para acabar com a rebelião. e então Taira no Sadamori, cujo pai tinha sido morto por Masakado, e que estava ao serviço do nobre Fujiwara no Hidesato o mata na batalha de Kojima. Sua cabeça é levada para a capital.

A epopéia deste guerreiro é duplamente legendária. Ela ilustra o primeiro desejo dos Bushi de tomar o poder contra uma nobreza no começo de seu declínio. Ela é também reveladora da insurgência de força das províncias perante o poder imperial centralizados em Kyoto. Com o passar dos tempos, Masakado se tornou um semi-deus aos habitantes locais que ficaram impressionados pela sua postura.

Taira no Kiyomori gesticula para o Sol se acalmar to Stand StillTaira no Kiyomori (1118 - 1181) lutou ao lado de Minamoto contra a rebelião de Sotoku, mas quando os clãs começaram a competir pelo poder, ele os rechaçou, acabando como todos os homens exceto três garotos, Yoritomo, Noriyori, and Yoshitsune.

Kiyomori recebeu o maior titulo dentro da corte japonesa (Naidaijin – Ministro da casa e Dajo Daijin – Primeiro Ministro e Presidente do Conselho Regente) sendo o primeiro a ter estes títulos dentro de um clã militar (samurai).

Contudo Kiyomori era paranóico, vendo fantasmas de suas vitimas por todo os cantos. Neste quadro vemos uma historia da loucura de Kiyomori: ele ordenou que um templo fosse construído ao final do dia... Quando viu que era impossível, ele abanou seu leque para o Sol, ordenando-o para parar até que o trabalho terminasse. Será que foi atendido?

Taira-no-Tomomori varre o tombadilho na Véspera da Batalha Taira no Tomomori foi o melhor general no clã dos Taira durante a guerra Gempei, final do período Heian (1180 - 1185) juntamente com Minamoto, seu inimigo. Foi um dos mais introspectivos.

Depois de uma série de derrotas desastrosas, os Taira foram cercados em Shimonoseki por by Minamoto Yoshitsune. Tomomori desconfiado da lealdade de Taguchi Shigeyoshi incitou sua execução como precaução, o qual foi recusado por Munemori que era o líder do clã.

Assim que começou a batalha de Dan no Ura, Taguchi mudou de lado, contando a Minamoto em qual barco se encontrava o Imperador infante. Isto fez com que Minamoto concentrasse seus esforços e a despeito da tentativa valente de Tomomori, a causa foi perdida. Munemori, o líder dos Taira, recusou-se a fazer suicídio e foi lançado ao mar por um tripulante irritado. A mãe do Imperador, agarrando a criança, saltou para o mar igualmente como fizeram muitos outros do clã. Todos se afogaram exceto Munemori que foi capturada por  Minamoto e executado com desonra em Kyoto pelo seu comportamento vergonhosos durante a derrota.

O Conto de Heike nos diz que quando ele viu que a batalha estava perdida, Tomomori pulou para a nau-capitania, limpando-a por completo, para evitar que Minamoto tivesse o prazer de testemunhar a desorganização final que o clã dos Taira se encontrava.

Yoshitsune e Benkei olham a cereijeira em florYoshitsune e Benkei aqui são retratados não em um momento de tensão ou de batalha, mas em hanami (lit. ver flores - olhar a beleza efêmera da cerejeira em flor. Contudo antes do período Heian, o hábito original pertencia à aristocracia para a contemplação da ameixeira em flor). O hanami está muito associado ao mono no aware, a consciência profunda e pungente do passar do tempo, do passar da beleza e da juventude em direção a morte. Mononoaware não é simplesmente um sentimento de tristeza ou de melancolia, mas como tudo no mundo está em um fluxo e tudo morrerá, é uma verdade absoluta. Talvez um dos pensamento mais nobres para os japoneses.

Poucos japoneses deixariam de ver nesta pintura a ligação entre a cerejeira em flor, o mononoaware e a morte iminente do nobre Yoshitsune e de seu leal companheiro.

Nitta no Shiro 1193 (Nitta Tadatsune) ganhou o nome Shiro ao salvar Nitta no Shiro Tadatsune entrando a caverna com uma tochaMinamoto no Yoritomo (Shogun) de um porco selvagem em uma caçada no Monte Fuji. É encontrado em netsuke (escultura em miniatura) um samurai montado nas costas de um porco em fúria. Mas o porco em fúria era uma divindade do Shinto e assim Tadatsune caiu em desgraça e foi eventualmente banido pelo Shogun alguns anos depois

Pouco tempo depois do evento do porco, ele e alguns amigos descobriram uma caverna na montanha. Os seus companheiros ficaram com medo de entrar mas Nitta no Shiro pegou uma tocha e foi á frente. Eles estavam dentro de uma grande caverna na qual uma deusa apareceu a eles – Kannon para os budistas e para os Shintoístas o espírito do Monte Fuji. Os seus companheiros ficaram aterrorizados mas Nitta permaneceu calmo. A deusa aparentemente o cumprimentou pela bravura e desapareceu.

Soga no Goro Tokimune capturado por Gosho no Goromaru - 1886Soga no Goro Tokimune - No ano de 1176/77 Kudo Suketsune matou seu primo, Kawazu Saburo Sukeyasu. Este deixou dois filhos, Goro Tokimune de três anos e Juro Sukenari de cinco. Estes meninos cresceram com a obsessiva idéia de vingar a morte do pai. Fato é que se tratava de seu dever filial conforme os costumes da época. Secretamente treinaram a arte da espada. Goro foi enviado para um monastério em Hakone, perto do Monte Fuji, para ser monge.

Um dia 1193 Kudo estava caçando com Shogun Yoritomo. Juro ficou sabendo, pegou um cavalo e galopou até o manastério de Goro. Os dois irmãos fugiram durante a noite, em meio a uma forte tempestade.

A caçada transcorria perto do Monte Fuji e ali os irmãos encontraram Kudo Suketsune bebado e o mataram. O alarme foi dado no campo de Yoritomo e houve intensa batalha entre seus homens e os dois irmãos. Juro foi morto e Goro capturado por um lutador de nome Goromaru, cuja cena é aqui mostrada. Shogun Yoritomo ordenou a execução de Goro.

Talvez por causa de Yoritomo, os irmãos Soga se tornaram heróis na cultura de vingança samuraica, estrelas nas tramas do kabuki e nas pinturas do Ukiyo-e.

Mulher guerreira incomparável: Han GakuHan Gaku viveu em Niigata por volta do ano 1200. Ela lutou sem sucesso contra o Shogunato Kamakura e foi enviada para execução em Kamakura.

Ela foi salva por um samurai que pediu por sua vida e depois se casou com ela.







Hojo Takatoki combate os Tengu com seu lequeHojo Takatoki - Os Hojo, uma linhagem do clã dos Taira, controlavam a Regência "shikken" contra a qual o Imperador Go-Daigo se rebelou para reclamar o trono. Hojo Takatoki (1303-1333) sucedeu a Regência entre oito e treze anos, mas não teve sorte. Seu padrasto tomou o poder e os senhores das províncias se alinharam ao Imperador. Takatoki tentou se livrar da situação abdicando para um monastério. Isto não funcionou, e ele se viu as voltas com a luta, mesmo tendo um pouco de sucesso ao enviar Go-Daiko para o exílio. Mas a revolta provocada foi tão vasta que até os primeiros que o apoiaram se voltaram contra ele e então ele se suicidou com sua família após ter sido cercado em Kamakura em Maio de 1333, pondo fim a regência dos Hojo.

Existia a crença de que os Tengu eram monges budistas punidos pela sua arrogância e avareza e alguns faziam as pessoas ficarem doentes. Aqui surge a explicação de que Takatoki, amante da bebida, era assombrado por pesadelos de Tengu agressivos e assim teria cometido suicídio

 

Indique esta página para seus amigos

AKSER International Shin Gi Tai Kan Dojo


Karate-do Shotokai EgamiRyu®
Entrevista 02 - Parte II
Ensino em São Paulo com Filié Sensei

AMATERASU, A DEUSA DO SOL

Amaterasu, a deusa do Sol

Amaterasu era a deusa do Sol, a principal personagem na mitologia Shinto, regente das Planícies dos Céus e seu nome significa “céu brilhante, grande céu brilhante” ou “ela que brilha nos céus”. A palavra Shinto quer dizer “o caminho dos deuses” (Shen-Tao ou “o caminho dos altos espíritos”) e é a religião mais antiga do Japão.  Ela seria a filha mais velha de Izanagi, nascida de seu olho esquerdo. Tão reluzente e radiante que seus pais a enviaram para os céus através da Escada Celestial, e de lá, reina desde então.

No tocante ao Japão a beleza de Amaterasu e seu calor irradiavam a força da vida e a esperança. Ela é o símbolo da unidade cultural do Japão.

Em seu mito principal ela discute com seu irmão Susano-o (Susanowa) deus das tempestades e do mar e então traz o inverno para o mundo. Existem muitas explicações e relatos para a discussão em si, mas fato é que Amaterasu se retira para uma caverna confortável colocando uma enorme pedra na sua entrada e fechando-a. Sem o Sol então, todos os seres viventes (deuses) e seu mundo recaem em profundas trevas. Isto os levou a inumerável deles a se reunirem e clamarem para que Amaterasu retornasse com seu brilho. Ela, contudo permaneceu em sua caverna.

Mas foi Uzume (significa rodopio), a deusa da alegria e felicidade (também da saúde) que conseguiu chamar a atenção de Amaterasu através de suas danças exóticas. Os outros deuses riam as gargalhadas. Do lado de fora um grande espelho foi pendurado numa árvore e Amaterasu curiosa do que ocorria com toda a barulheira, abre uma fresta para olhar emitindo um raio de luz pela fenda.

Este raio de luz veio a ser conhecido como o alvorecer.

Amaterasu sai da caverna

Pelo espelho a deusa viu a sua brilhante reflexão. As se aproximar para ver melhor, um dos deuses a puxou para fora da caverna. Ela então retornou ao Céu, trazendo a luz de volta para o mundo.

Mais tarde ela vem a criar os inada ou campos de arroz, onde ela os cultivava.

Seu santuário principal é o de Ise-Jingue, em Ise, na ilha de Honshu. A cada vinte anos o templo é destruído e reconstruído em sua forma original. Lá ela é representada por um espelho (seu corpo). Ela também é chamada de Omikami, ou seja, “deusa ilustre”.

Até 1945 a família Imperial do Japão dizia ser “descendente ilustre de Amaterasu Omikami". Naqueles anos revogaram a sua ancestralidade divina e cultos à descendência politeísta foram proibidos.

Você poderá também iniciar as suas primeiras aulas japones (nihongo) no curso "Vamos aprender Japonês"

Flyer Escola de Mestre Egami

"Se você continuar a praticar o Karate pelo resto de sua vida, um dia você se tornará um Sensei"

Visite nossas Comunidades no Orkut
Comunidades do Orkut

 

AKSER Brasil -THE KARATE-DO SHOTOKAI SCHOOL OF MASTER EGAMI

Adicionar AKSER Brasil aos Favoritos

Atualizações da AKSER Brasil no seu email!

Subscribe to AKSER Brasil - Karate-Do Shotokai Egami-Ryu® by Email

 

Enviar Email - AKSER Brasil

Inscrever-seRss Feed DisponivelAdiconar RSS Feed

Add ao Technorati Favoritos

UFO Sightings
UFO Sightings: Vai lá!